Home Brasil Dia Mundial da Infância é celebrado nesta terça-feira (21)

Dia Mundial da Infância é celebrado nesta terça-feira (21)

0
0

No Brasil, programa Criança Feliz busca o desenvolvimento da primeira infância e já tem adesão de 2,5 mil municípios

O Dia Mundial da Infância é celebrado nesta terça-feira (21). A data traz a oportunidade para discutir as condições e o desenvolvimento das crianças que vivem ao redor do mundo.

O cuidado com a primeira infância é um dos maiores investimentos que um país pode fazer para enfrentar a pobreza, a violência e promover o desenvolvimento.Trazer essas questões à tona faz-se necessário, pois a primeira fase da vida é aquela na qual o ser humano constrói as bases para seu desenvolvimento em todos os aspectos: psicológico, nutricional, educacional etc. 

No Brasil, o governo federal lançou o programa Criança Feliz com o intuito de acompanhar os primeiros anos de vida das crianças brasileiras, garantindo o crescimento e o aprendizado adequado. 

Siga o Portal LeNews no Facebook

Oito governos estaduais e mais de 2,5 mil municípios já aderiram ao programa. A adesão mais recente foi de Goiás, com 97 municípios do estado, oficializada nesta segunda-feira (20).

Criança Feliz

O ponto central do programa é a visita domiciliar. Técnicos capacitados vão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente nos primeiros mil dias de vida. 

O programa acompanha as crianças beneficiárias do Bolsa Família de até três anos de idade e aquelas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) até os seis anos.

O ministro do desenvolvimento social, Osmar Terra, explica que o Criança Feliz é um programa que tem objetivo de diminuir a desigualdade na sociedade. “Estamos trabalhando com consultores de renome internacional e usando uma metodologia testada em 14 países com ótimos resultados”, enaltece Terra.

Ele acrescenta ainda que, nos lugares em que esse tipo de programa foi aplicado, as crianças demonstraram melhor desempenho na escola, por exemplo. “Assim, elas podem conseguir uma profissão no futuro muito melhor que a dos seus pais e podem ajudar a família a sair da pobreza”, afirma o ministro.
Fonte: Portal Brasil, com informações do MDSA

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *