Home Cidade e Cotidiano Nove unidades demonstram interesse em aderir ao Hora Estendida

Nove unidades demonstram interesse em aderir ao Hora Estendida

0
0

A intenção surgiu no último dia 30 quando a pasta de Educação do município reuniu todos os diretores e coordenadores dos centros infantis

por RUAN CUNHA

O programa Hora Estendida fará parte do contexto educacional de pleo menos nove unidades de ensino entre creches municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI). Os centros de Educação Infantil manifestaram seu interesse após um levantamento diagnóstico da prefeitura de Cuiabá, via Secretaria Municipal de Educação (SME).

A intenção surgiu no último dia 30 quando a pasta de Educação do município reuniu todos os diretores e coordenadores dos centros de ensino infantil para apresentar o balanço dos quase dois meses de implantação do programa. Nele, foi apresentado a média de horários em que os pais ou responsáveis buscam as crianças. Nos primeiros 50 dias, foi registrado apenas uma única saída às 19h30, horário limite do tempo estendido. As demais variam entre 18h30 e 19h.

Siga o Portal LeNews no Facebook

O número de crianças inseridas também aumentou, segundo a direção do CMEI Oscar Amélito, unidade que recebe o piloto do programa. Atualmente, 12 crianças estão cadastradas, cujo os pais se alternam em horários e dias diferentes, conforme suas necessidades e expedientes de trabalho, para buscar seus filhos após às 18h, horário habitual de encerramento das atividades, porém estendido em 1 hora e meia, de acordo com o programa.

A proposta leva em conta a humanização dos serviços públicos, carro-chefe da atual administração, principalmente por atender as necessidades das crianças de permanecerem na unidade, por mais tempo, devido à incompatibilidade entre o horário de término da jornada de trabalho dos pais e o encerramento das atividades educacionais.

Nesta perspectiva, a diretora da creche municipal São Mateus, Rosângela de Jesus, uma das nove gestoras educacionais interessadas em aderir o programa, acredita na viabilidade da implantação da proposta.

“O Hora Estendida é como se fosse uma continuação do trabalho que realizamos na creche São Mateus que é de garantir o direito da criança. Ao invés dessas criança ficarem vulneráveis fora da escola é muito melhor que ela fique na unidade e ela possa esperar os pais de forma mais tranquila com atividades lúdicas, prazerosas e significativas ajudando a mãe e pai trabalhadores que necessitam de um tempinho a mais. O objetivo é trazer a família pra dentro da unidade sendo parceira dessa família e, acima de tudo, garantir o direito da criança”, frisou Rosângela.

O programa também visa a realidade regional de cada unidade bem como as necessidades dos pais ou responsáveis, fator principal para inserção que se caracteriza por adesão.

Na unidade em que o piloto funciona, por exemplo, 82% dos responsáveis pelas crianças são do sexo feminino sendo apenas 30% com o estado civil casado. Assim então, a criança mais beneficiada é a com mãe solteira ou com responsável único.

Outros fatores como a distância entre o CMEI e o local de trabalho dos pais ou responsáveis também justificam a implantação da proposta. Em muitos casos, a impossibilidade de chegar às 18 horas na unidade, por diversos motivos, entre eles o trânsito, a logística de transporte público, etc, são providenciais.

Programa

O programa Hora Estendida, respaldado pela Constituição Federal, institui o redimensionamento da jornada de trabalho dos profissionais da unidade para garantir a permanência da criança na unidade educacional em 1h30 a mais do horário habitual.

Deste modo, a unidade, em conjunto com a secretaria de Educação projetou a reorganização da escala diária dos profissionais, envolvidos por adesão espontânea, mediante a um horário diferenciado de entrada e saída que garante o custo zero da proposta sob o ponto vista da jornada de trabalho.

Fonte: Site Prefeitura de Cuiabá

Deixe uma resposta