Home Cidade e Cotidiano Prefeitura de Cuiabá reforça necessidade de imunização dos profissionais da educação e solicita reconsideração de medida judicial
Prefeitura de Cuiabá reforça necessidade de imunização dos profissionais da educação e solicita reconsideração de medida judicial

Prefeitura de Cuiabá reforça necessidade de imunização dos profissionais da educação e solicita reconsideração de medida judicial

0
0

FERNANDA LEITE

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, informou na manhã de hoje (8), que via Procuradoria Geral do Município (PGM), solicitará reconsideração de medida judicial à juíza Gleide Bispo dos Santos que determinou  o retorno das atividades escolares da rede municipal no formato presencial, atendendo a um pedido do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.  O gestor defende ainda a realização de uma audiência de conciliação para que o tema seja discutido.

“Não fomos ainda notificados oficialmente, mas informo que não se trata de descumprir uma medida, mas sim, da solicitação de reconsideração e análise do pedido de audiência”, explicou o prefeito.

Desde 2020, em razão da pandemia causada pelo Coronavírus, os mais de 54 mil alunos da rede pública municipal permanecem estudando, mas de forma remota.

Pinheiro reforçou que as atividades presenciais estão previstas para o dia 4 de outubro, após a vacinação de 100% dos profissionais da Educação, respeitado inclusive o prazo de 15 dias após a segunda dose.

“Ficamos mais de um ano e meio com as escolas fechadas, e falta só um mês para retornarmos, seguindo nosso calendário, às aulas presenciais. Quero uma segurança maior para os alunos e profissionais da educação”, ponderou o gestor.

O prefeito cita que muitas escolas da rede estadual tiveram de fechar as portas devido a ocorrências de casos nessas unidades de ensino. “Temos um exemplo do que não deu certo, com o retorno das atividades muitas escolas estaduais já tiveram que encerrar as atividades por causa de registros de casos da Covid. Em Cuiabá,  são 167 unidades de ensino, 54 mil alunos, sete mil trabalhadores diretos e temos ainda os indiretos que, diariamente estarão as unidades escolares, sob risco de contraírem o vírus”, comentou.

Ele lembra que recentemente estudos apresentados nos Informes Epidemiológicos sobre o coronavírus em Cuiabá, apontaram desaceleração na transmissão do vírus.  Nas semanas epidemiológicas (SE) 31 e 32 (1º a 14 de agosto), o risco de transmissão ficou em torno de 1,0 e nas SE 33 e 34 o risco de transmissão ficou em 0,92. Isso significa que, cada 100 indivíduos contaminados podem transmitir a doença para 92 pessoas, o que representa uma desaceleração da propagação da doença na capital. “Estamos no caminho correto. São menos de trinta dias. Devemos agir com segurança”.

O prefeito pede para que as pessoas não façam comparações entre  bares/restaurantes com as instituições de ensino. “Crianças se juntam, brincam, se abraçam. Já nos bares, são adultos,  e cada um responde pelos seus atos. Além disso, temos medidas restritivas para esses estabelecimentos que devem ser rigorosamente cumpridas, com diminuição da capacidade de pessoas no local e as pessoas não vão para restaurantes e bares todos os dias. E Cuiabá é a prova de que estamos no caminho certo com a redução nos casos da Covid”, comentou Emanuel.

As atividades presenciais na rede pública municipal de ensino de Cuiabá foram suspensas em março de 2020. Desde então, as atividades pedagógicas estão sendo desenvolvida de forma remota, com a utilização de estratégias de ensino a distância (EAD), disponibilizada aos estudantes por meio físico e também em diferentes plataformas como o @portaldaescolacuiabana, no canal do Youtube. Além disso, a Secretaria Municipal de Educação intensificou ações e programas voltados a alfabetização (ProAc) e a Melhoria da Proficiência (PROMP), entre outros.

Foto: Jorge Pinho

Deixe uma resposta