Programa inédito vai atender saúde preventiva dos servidores da Educação

0
0

A intenção é ampliar esse atendimento aos 100 mil funcionários públicos de todo o Estado

Saúde na Educação

Adilson Rosa | Seduc-MT 

Pioneiro em saúde preventiva do servidor público, o Programa Saúde na Educação foi lançado na tarde desta terça-feira (20.02) pelo Secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), Marco Marrafon.

Conforme informou Marrafon, o programa piloto vai atender pelo menos mil profissionais da Educação, que estão lotados na sede da Seduc e, posteriormente, será estendido aos demais servidores da pasta, um total de 40 mil profissionais.

A intenção, segundo o secretário, é ampliar esse atendimento para os 100 mil funcionários públicos das demais secretarias do Estado.

“Haverá um tratamento individualizado e, com isso, vamos reduzir as doenças crônicas, responsáveis pela maior parte das mortes. Será mais um passo para que o servidor tenha qualidade de vida. Vamos atacá-las em cheio”, destacou Marrafon.

Para fazer o atendimento individualizado, o servidor preencherá um questionário. A partir do interesse da pessoa e do seu estilo de vida, haverá um trabalho setorizado. Todas as informações serão enviadas em um vídeo para cada pessoa.

“Vamos propor, por meio de questionários dirigidos, uma abordagem diagnóstica, levantando dados dos servidores para o desenvolvimento do trabalho”, explicou o secretário adjunto de Políticas de Pessoal de Educação da Seduc, Édiulen Jesus de Arruda Leite.

O Programa Saúde na Educação é inédito no país e foi pensado pela equipe do núcleo de Qualidade de Vida da Secretaria Adjunta de Políticas de Pessoal, em parceria com o médico oncologista Rogério Leite, que é servidor público e trabalha no Hospital de Câncer da capital. “É um programa pioneiro, não há nada parecido”.

Em sua apresentação, o médico exemplificou como o modo de vida interfere no surgimento das enfermidades.

Por meio de gráfico, ele informou que no Brasil 1.646 pessoas são diagnosticadas, diariamente, com câncer e 5% da doença são provenientes de fatores genéticos. “Os outros 95% vêm de questões ambientais. Por isso, é importante a qualidade de vida”.

Durante a apresentação, os professores de ginástica da academia da Seduc deram uma pequena demonstração dos trabalhos que serão realizados, como a ginástica laboral, que faz parte também do Núcleo de Qualidade de Vida da Seduc.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *