Home Ciência e Tecnologia Cientistas encontram pares de buracos negros gigantes

Cientistas encontram pares de buracos negros gigantes

0
0

A descoberta pode ajudar os astrônomos a melhor compreender como os buracos negros gigantes crescem e como produzem as mais fortes ondas gravitacionais do Universo.

Os astrônomos identificaram uma colheita abundante de buracos negros supermassivos duplos nos centros de galáxias. Esta descoberta pode ajudar os astrônomos a melhor compreender como os buracos negros gigantes crescem e como podem produzir as mais fortes ondas gravitacionais do Universo.

De acordo com o que apurou o site ccvalg.pt, as novas evidências revelam cinco pares de buracos negros supermassivos, cada contendo milhões de vezes a massa do Sol. Estes pares de buracos negros formaram-se quando duas galáxias colidiram e se fundiram umas com as outras, forçando a aproximação entre os seus buracos negros supermassivos.

“Os astrónomos já encontraram buracos negros individuais por todo o Universo,” afirma Shobita Satyapal, da Universidade George Mason em Fairfax, no estado norte-americano da Virgínia, que liderou um dos dois artigos que descreve estes resultados. “Mas, embora tenhamos previsto que cresçam rapidamente quando estão em interação, os buracos negros supermassivos duplos têm sido difíceis de encontrar.”

Antes deste estudo conheciam-se menos de dez pares confirmados de buracos negros, graças a estudos de raios-X e com base principalmente em deteções fortuitas. Para realizar uma pesquisa sistemática, a equipa teve que examinar cuidadosamente os dados de telescópios que detetam diferentes comprimentos de onda da luz.

O artigo liderado por Ellison usou dados óticos adicionais do levantamento MaNGA (Mapping Nearby Galaxies at Apache Point Observatory) para identificar um dos novos pares de buracos negros. Um membro deste buraco negro binário é particularmente poderoso, tendo a maior luminosidade em raios-X já observada, até à data, com o Chandra num par de buracos negros.

Os buracos negros em fusão nos centros das galáxias são muito maiores. Quando estes buracos negros supermassivos se atraem uns aos outros, começam a produzir ondas gravitacionais. A eventual fusão de dois buracos negros supermassivos leva à formação de um buraco negro ainda maior.

 

NOTÍCIAS AO MINUTO

Deixe uma resposta