Home Destaques Botelho visita novas dependências do Hospital Estadual Santa Casa

Botelho visita novas dependências do Hospital Estadual Santa Casa

0
0

Deputados que compõem a Comissão de Saúde da ALMT também estiveram no local.

Por Itimara Figueiredo / ALMT

Prestes a ser reinaugurada, no próximo dia 23, totalmente reformulada, a antiga Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, agora, sob o comando do Governo do Estado, denominado de Hospital Estadual Santa Casa, recebeu na tarde desta quarta-feira (17), a visita do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM) e dos deputados que compõem a Comissão de Saúde da ALMT.

Recebidos pelo secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, os deputados conheceram as readequações prediais do hospital. Botelho lembrou o esforço concentrado da Assembleia Legislativa na busca de ações que garantiram o enfrentamento da crise que afetou o hospital.

“A Assembleia Legislativa que começou a história de entrar na Santa Casa de Misericórdia e desde o ano passado já vem ajudando. E, nesse ano, quando ocorreu o problema [fechamento] foi atrás do governo, atrás da prefeitura para achar uma solução. E a solução foi essa de fazer uma intervenção e trabalhar com qualidade. A Assembleia aportou recursos dela aqui, fora o que doou no ano passado de R$ 2 milhões. Neste ano, mais R$ 3 milhões para que esta obra fosse concretizada. Estamos aqui hoje para verificar que os recursos que a Assembleia colocou estão bem aplicados e vai ser bem utilizado pela população”, avaliou Botelho.

O secretário Gilberto Figueiredo disse que a visita antecipada à inauguração facilita o conhecimento das novas instalações. “Por isso esse convite, já convidamos conselheiros do Tribunal de Contas, Ministério Público, enfim, estamos fazendo uma programação para que todos possam tomar conhecimento daquilo que fizemos e não sintam desconfortáveis no dia 23, que muito provavelmente será um dia bem complicado para conhecerem”, explicou, ao se referir ao grande número de participantes.

Segundo Figueiredo, todos os serviços oferecidos anteriormente serão mantidos e ampliados. A gestão anterior atendia em média 60% da capacidade através do SUS. Expectativa, a partir de agora, é que sejam 100% pelo SUS.

“Entrará em operação as UTIs com tratamento de Nefrologia, Oncológico e ato continuo já com as cirurgias eletivas. Em 30 dias o hospital deverá estar com a capacidade máxima”, destacou o secretário, ao garantir a participação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta na inauguração.

SANTA CASA – Após a inauguração, será necessário ainda um prazo de ao menos dois dias para cumprir os procedimentos de desinfecção e, assim, o hospital voltar a atender a população.

Ofertará também Serviços de Apoio e Diagnóstico Terapêutico (SADT) como Tomografia, Raio-X, Ultrassonografia, Densitomestria Óssea, Cateterismo, Ressonância para crianças, hemoterapia, exames laboratoriais clínico e de anátomo-patológico (usado para o diagnóstico preciso de doenças).

Já na segunda etapa (30 dias após a reabertura), a unidade passará a ofertar mais serviços à população, atendendo também nas áreas de Cardiologia, Vascular, Ortopedia Pediátrica, Neurocirurgia Pediátrica e cirurgias gerais de média complexidade.

A equipe de regulação do Estado já iniciou o processo de planejamento para realização das primeiras cirurgias. Além disso, as UTIs já estarão com 100% da sua capacidade em operação.

A estimativa, de acordo com o secretário Gilberto Figueiredo, é que além das cirurgias já previstas de alta complexidade, serão realizadas em torno de 180 cirurgias por mês, de média e baixa complexidade.

O hospital contará com 242 leitos, sendo 30 leitos de UTI (11 leitos de UTI Adulto), 10 leitos de UTI Pediátrica e 09 leitos de UTI Neonatal), 22 leitos de Pronto Atendimento infantil, 61 leitos de pediatria (clínica e cirúrgica) e 129 leitos de internação adulta (clínica e cirúrgica).

O centro cirúrgico possui parque tecnológico moderno com 10 salas de cirurgias e 10 leitos de recuperação pós anestésica (RPA).

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *