Home Destaques Contratações de fim de ano devem atingir mais de 6 mil novos empregos em MT

Contratações de fim de ano devem atingir mais de 6 mil novos empregos em MT

Contratações de fim de ano devem atingir mais de 6 mil novos empregos em MT
0
0

Lideram os trabalhadores de serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados, além de trabalhadores de serviços administrativos.

Da Redação

As projeções para o crescimento da economia em 2022 têm refletido na expectativa de contratação de fim de ano, que deve atingir, somente em Mato Grosso, mais de 6,2 mil novos empregos. A projeção é do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio no estado (IPF-MT), com o comércio respondendo por 67% do total de postos de trabalho e o setor de serviços por 33% neste período.

Segundo levantamento do IPF-MT, com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Cadeg/MTE), até agosto de 2022, é possível averiguar que o estado apresentou crescimento mensal médio no saldo de postos de trabalho de 8,75% em comparação a 2021, enquanto no comparativo entre 2020 e 2021, o crescimento foi de 5,78%.

Para as categorias de contratação, lideram os trabalhadores de serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados, além de trabalhadores de serviços administrativos, que incluem escriturários e atividades de atendimento ao público.

Ainda de acordo com o IPF-MT, o cenário econômico segue cada vez mais positivo, visto que as restrições causadas pela pandemia da Covid-19 não são mais empecilhos para a plena atividade. É o que mostra os dados do 4º trimestre de 2021, quando o estado tinha 66% da sua população em idade para trabalhar na força de trabalho, do total de 2,5 milhões de habitantes, sendo que no 2º trimestre de 2022 esse índice subiu para 67%, chegando a mais de 1,8 milhão de pessoas no mercado de trabalho.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destaca que “o comércio e serviços são os impulsionadores econômicos no último trimestre do ano, mesmo diante do cenário pandêmico em 2020. Neste ano, temos ainda a realização da Copa do Mundo, o que pode causar ainda mais impacto na economia e, consequentemente, uma maior contratação no estado”.

Somente entre o primeiro e segundo trimestre de 2022, o crescimento no número de pessoas empregas subiu 3%, superior as taxas encontradas antes da pandemia. Assim, a expectativa de crescimento do emprego para as festividades do fim do ano é maior comparado a anos anteriores.

*Com assessoria

Deixe uma resposta