Home Cidade e Cotidiano Cuiabá vai retomar as cirurgias eletivas suspensas pela pandemia

Cuiabá vai retomar as cirurgias eletivas suspensas pela pandemia

Cuiabá vai retomar as cirurgias eletivas suspensas pela pandemia
0
0

Do total na fila pelo procedimento, 9,9 mil pessoas são da Capital e o restante é do interior de Mato Grosso.

JOANICE DE DEUS

De forma gradativa, Cuiabá retoma, nesta semana, as cirurgias eletivas que estavam suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19.

Na fila, estão 24.807 pacientes que esperam por um procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os principais, estão colecistoctomia, hernioplastia inguinal, amigdalectomia com adenoidectomia, tratamento cirúrgico de varizes bilateral e de vasectomia.

Do total, pouco mais de 9,9 mil pessoas são da Capital e o restante do interior de Mato Grosso.

As cirurgias eletivas são intervenções classificadas como de baixa ou média complexidade, sem risco de morte para os pacientes.

Nesses casos, o paciente, já com a indicação médica de necessidade da cirurgia, recebe alta e volta para casa para aguardar uma nova data para a operação.

Já outros procedimentos em áreas como cardiologia, urologia, oftalmologia, oncologia e nefrologia não teriam sido afetados com a suspensão prevista em decreto municipal.

Agora, com base nas mudanças do contexto epidemiológico da Covid-19 e da capacidade de assistência hospitalar, as cirurgias eletivas serão reagendadas priorizando a classificação de risco de cada paciente.

“A gente trabalha pela fila cronológica. Mas, o médico regulador que avalia o clínico do paciente, o que é necessário porque às vezes o pedido não é antigo, mas o quadro clínico é mais grave. Então, a gente analisa o quadro clínico do paciente para avaliar qual iniciará o tratamento”, disse Luzinete Siqueira, da Central de Regulação de Cuiabá.

Mais informações podem ser obtidas no telefone (65) 3614-5518.

A retomada dos serviços eletivos leva em consideração os indicativos de melhora da pandemia do novo coronavírus, que causa a doença.

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MT) apontam, por exemplo, que a taxa de ocupação em leitos de Uidades de Terapia Intensiva (UTIs) para a doença estava em 77,25% até a tarde de quarta-feira (19) e em 36% para enfermarias.

Já no Hospital e Pronto-Socorro e no São Benedito, ambos em Cuiabá, os percentuais eram de 60,32% e 56%, respectivamente.

No Estado, já são 388,2 mil casos confirmados e 10.548 óbitos decorrentes da Covid-19. Do total, 82.316 infectados são da Capital.

Deixe uma resposta