Home Destaques Deputado João Batista quer informações sobre Fundo do Sistema Penitenciário
Deputado João Batista quer informações sobre Fundo do Sistema Penitenciário

Deputado João Batista quer informações sobre Fundo do Sistema Penitenciário

0
0

O pedido foi encaminhado ao secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

BRUNO BARRETO / Gabinete do deputado João Batista

O deputado estadual João Batista (Pros) apresentou, durante sessão na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o Requerimento nº 78/2020, com pedido de informações sobre o Fundo do Sistema Penitenciário, acompanhado de um extrato dos valores depositados nos últimos doze meses, assim como as ações desenvolvidas nesse período. A proposição foi destinada ao secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

De acordo com o deputado, o recurso, que é de origem federal, hoje conta com uma contrapartida do duodécimo da ALMT, realizado após um acordo com o Poder Executivo. “Na Assembleia Legislativa, articulei junto aos colegas parlamentares para que parte do valor devolvido por meio do duodécimo fosse injetado no sistema penitenciário”, disse.

João explica que o sistema penitenciário de Mato Grosso carece de investimentos, afirmando ainda que o recurso “disponibilizado em caixa” deve ser aplicado o mais rápido possível. “Em muitos casos, o dinheiro fica lá, parado, esperando um planejamento. Nesse meio tempo, as políticas públicas voltadas para a execução penal vão perecendo”.

No documento, o parlamentar pede a relação dos membros do Conselho Gestor do Fundo do Sistema Penitenciário, o extrato dos valores depositados nos últimos doze meses, assim como as ações desenvolvidas nesse período e as ações previstas com recursos do Fundo do Sistema Penitenciário, com cópia do plano de aplicação.

“Uma das funções do deputado é de fiscalização e eu vou fiscalizar o cumprimento e execução desse recurso público. Um recurso que não pode ficar estacionado por vários anos, simplesmente por não ter um plano de ação ou um projeto adequado para aplicação”, finalizou o deputado.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *