Furtos de água encanada representam 21% dos boletins registrados

0
0

Somente no mês de março foram registrados 410 boletins de ocorrências pela CAB

por Hérica Teixeira | Sesp-MT

Nos primeiros cinco meses de 2017, a Companhia de Águas do Brasil (CAB) Cuiabá registrou 1.563 boletins de ocorrência por furto de água. O montante corresponde a 21% do total de furtos registrados em Cuiabá, no mesmo período.

Os registros de furtos em 2017 quase superam o que foi registrado em todo o ano de 2016, quando o total de Boletins de Ocorrências somou 1.862 casos.

Siga o Portal LeNews no Facebook

Dentre as formas de fraudes do consumo de água estão a violação de lacre do corte, violação ou retirada do hidrômetro e ligação clandestina. Os dados são da Coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal (Ceac), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

O mês de março foi o que teve maior número de registros de Boletim de Ocorrências por furto de água com 410 casos, seguindo de maio com 371 ocorrências. Já em fevereiro foram 309, em janeiro 314 e abril 159 boletins.

“Estamos com um trabalho intenso de combate aos crimes patrimoniais. As atividades preventiva e repressiva das forças de segurança, a partir de uma análise criminal detalhada, tem possibilitado a adoção de medidas para evitar as subtrações de água e responsabilizar eventuais autores”, afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas.

O gerente comercial da CAB Cuiabá, Cley Roberto Fernandes, disse que vários artifícios para burlar o hidrômetro são cometidos por proprietários de residências, comércio e até indústria.

“Hoje estamos com 58% de perda de produção. Temos um volume de água produzido para distribuição, porém o que chega nos hidrômetros e gera arrecadação é menor. Hoje produzimos 3 milhões e 600 mil litros de água por mês e distribuímos em média 1 milhão e 800 mil”, falou.

Ainda segundo o gerente comercial, os servidores que fazem a leitura dos hidrômetros estão aptos para identificar os tipos de fraude. “Ao verificar qualquer irregularidade, o servidor traz a informação para o setor de fiscalização para que as providências sejam tomadas”.

A fraude cometida muitas vezes impede que a água chegue para os usuários que estão regularizados. “Com a prática deste crime, o serviço se torna ineficiente, gerando prejuízos e reclamações por parte dos usuários”, reclamou o gerente comercial.

Em casos de furto ou violação da distribuição da água, o proprietário é multado e responde criminalmente por furto.

Quem souber de casos de furto de água e queira fazer denúncia basta ligar no número 0800 646 61 15.

Deixe uma resposta