Instituto de pesquisa da Fecomércio-MT apresenta potencialidades de MT para investidores

Instituto de pesquisa da Fecomércio-MT apresenta potencialidades de MT para investidores

Instituto de pesquisa da Fecomércio-MT apresenta potencialidades de MT para investidores

0
0

Por Gustavo Ourique

O Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio (IPF-MT) apresentou, nesta segunda-feira (30), para investidores nacionais e internacionais o estudo ‘Onde Investir em Mato Grosso’. O evento on-line contou com a presença de autoridades e de representantes de entidades internacionais da China e da Rússia, que acompanharam a palestra realizada pelo professor-doutor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o economista Paulo Pala, com o tema ‘Complexidade Econômica: como entender esse cenário?’. Ao todo, foram mais de mil inscrições realizadas para o evento.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destacou em sua fala, que o estado está aberto para receber novos investidores e que considera o estudo desenvolvido pelo IPF-MT o modelo ideal de desenvolvimento. “Como na economia, cada setor que cresce leva consigo bons indicadores para os demais segmentos econômicos. Nosso estado é uma potência agrícola e nós, do comércio, entendemos que investimentos são sempre bem-vindos para o desenvolvimento de todo o estado”, disse o presidente.

O diretor de pesquisa do IPF-MT, Maurício Munhoz, abordou durante a apresentação do estudo os números do PIB (Produto Interno Bruto) de uma das 12 regiões do estado, que possuía forte participação no agro e que perdeu a liderança para os setores do comércio e serviços nos últimos anos. “Os dados obtidos mostram que Mato Grosso é um estado que está em constante transformação, por isso a necessidade de atualização do estudo, o que será feito pelo instituto”.

Já o palestrante destacou na palestra os desafios de Mato Grosso para tornar-se desenvolvido. “O que precisa ser feito é incentivar sua produção tecnológica, como a China faz, por exemplo. Mato Grosso é o estado com potencial para se tornar uma das regiões com grande diversidade produtiva, expandindo seus negócios em várias áreas de atuação. Um país ou estado rico é o que mais diversifica sua produção”.

No final do evento, houve uma rodada de conversa entre o palestrante, o presidente da Fecomércio-MT e as seguintes autoridades presentes: o secretário de estado de Fazenda (Sefaz-MT), Rogério Gallo, o secretário adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, Celso Banazeski, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, e o presidente central do Sicredi Centro Norte, João Carlos Spenthof.

O estudo está disponível para download no site da Fecomércio-MT. O Instituto de Pesquisa e Análise da entidade atualizará, periodicamente, o estudo realizado, que conta com dados de fontes oficiais, como a estratificação do PIB, a evolução do volume de vendas do varejo, de serviços, da indústria e da agropecuária.

Deixe uma resposta