Home Destaques Nova Santa Helena comemora 21 anos com investimentos em agricultura e infraestrutura
Nova Santa Helena comemora 21 anos com investimentos em agricultura e infraestrutura

Nova Santa Helena comemora 21 anos com investimentos em agricultura e infraestrutura

0
0

Por meio da Sinfra e Seaf, município foi beneficiado com investimentos em construção de pontes, melhoria de rodovias e entrega de equipamentos para a agricultura familiar municipal.

Jairo Sant’Ana | Secom-MT

Nova Santa Helena, município no centro-norte mato-grossense com 3.737 habitantes e distante 600 quilômetros de Cuiabá, comemora 21 anos nesta quarta-feira, 18 de agosto, beneficiada pelo Governo do Estado com obras, apoio à agricultura familiar e assistência social.

Por meio da Secretaria de Estado e Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), o Governo do Estado investiu na construção de quatro pontes na MT-320, que cruzam o município no sentido Leste-Oeste – sobre o Rio do Fogo e Rio 1001, ambas com 30,5 metros de extensão; e duas sobre o Rio Parado, com 31 metros e 23 metros de extensão respectivamente. Todas estão localizadas entre Nova Santa Helena e Marcelândia.

Com a concessão de 188,2 quilômetros entre Santa Helena e Alta Floresta, passando por Carlinda, Nova Canaã do Norte e Colíder, as rodovias MT-320 e MT-208 receberam melhorias. Foram executados serviços de rejuvenescimento do pavimento das rodovias, recuperação da sinalização vertical e revitalização da horizontal, além da conservação rotineira, como limpeza da pista e acostamento.

Como componente do Consórcio Intermunicipal Portal da Amazônia, Nova Santa Helena está sendo beneficiada com a recente entrega, pelo Governo do Estado, de três motoniveladoras, uma escavadeira e uma pá carregadeira. O maquinário será utilizado na manutenção de 1.355 km de rodovias estaduais não pavimentadas.

Sinfra MT

Município está sendo beneficiado com maquinário para manutenção de rodovias estaduais não pavimentadas Foto Sinfra/MT  

Agricultura familiar

Em janeiro deste ano, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), os pequenos produtores rurais de Nova Santa Helena foram beneficiados com uma patrulha mecanizada (trator agrícola, carreta basculante  e uma grade aradora) e três resfriadores de leite com capacidade para até mil litros cada.

Está em execução no município o Programa Mato Grosso Produtivo-Café, coordenado pela Seaf e Empaer, com o apoio municipal, de estímulo à agricultura familiar. Os resultados já estão aparecendo. Na safra de 2019, foram colhidas 156 toneladas.

Empaer MT

Município colheu 159 toneladas de café em 2019- Foto Empaer/MT  

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), além da entrega neste ano de 118 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes do município 800 cestas básicas entre 2020 e 2021 pelo programa Vem Ser Mais Solidário e 425 cobertores, pelo Aconchego.

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde repassou ao município 325 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 13.607 comprimidos, entre azitromicina (1.673), ivermectina (1.338) e dipirona (10.596), também distribuído em gotas, com 260 frascos.

Entre 2020 e junho de 2021, o Governo do Estado repassou R$ 12,557 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 405,9 mil em assistência social, transporte escolar entre 2019 e 2020; e R$ 407,27 mil em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Segundo o IBGE, em 2018 o Produto Interno Bruto (PIB) municipal, foi de R$ 174,711 milhões e teve como principal componente o setor de serviços, com R$ 85,61 milhões. Agropecuária (R$ 34,21milhões), administração pública (R$ 27,631 milhões), impostos (R$ 18,853 milhões) e indústria (R$ 8,325 milhões) fecharam a soma. O PIB per capita foi de R$ 45.231,97.

Em 2019, 99 empresas e organizações em atividade no município pagaram R$ 14,59 milhões a 621 pessoas ocupadas (16,7% da população), das quais 505 assalariados. Média mensal de 2,2 salários mínimos.

Primeiro do ranking estadual (45º do país) na produção de melão, com 540 toneladas, colheu um 2019 79,4 mil toneladas de soja, 54,6 mil de milho, 7,5 mil de arroz, além de 156 de café, coco da baía, guaraná, abacaxi, cana de açúcar, mandioca e tomate.

Na pecuária, detém um rebanho bovino com 139,3 mil cabeças, das quais 1,28 mil vacas ordenhadas, com 2,459 milhões de litros de leite;  rebanho galináceo com 8,8 mil cabeças, das quais 7.354 galinhas, com 54 mil dúzias de ovos; além de 1,5 mil  ovinos, 1,28 mil suínos, 1,4 mil equinos e uma produção de  276 toneladas de peixes em cativeiro.

Deixe uma resposta