Home Cidade e Cotidiano Primeira-dama busca arrecadar cinco mil kg alimentos por dia com ‘Dia D’

Primeira-dama busca arrecadar cinco mil kg alimentos por dia com ‘Dia D’

Primeira-dama busca arrecadar cinco mil kg alimentos por dia com ‘Dia D’
0
0

A ação idealizada pela primeira-dama Márcia Pinheiro tem o objetivo de sensibilizar a população para a doação de alimentos durante o ato de imunização contra a Covid-19

RUAN CUNHA

O Núcleo de Apoio à Primeira-dama, Márcia Pinheiro, em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, projeta arrecadar em torno de cinco mil quilos de alimentos por dia, a partir do ‘Dia D’  na campanha Vacina Solidária, previsto para primeira quinzena de setembro.

A ação, idealizada pela primeira-dama Márcia Pinheiro, tem o objetivo de sensibilizar a população para a doação de alimentos durante o ato de imunização contra a Covid-19. A contribuição não está condicionada à vacinação sendo uma ação social voluntária para ajudar famílias em vulnerabilidade social afetadas pela pandemia.

“A doação de alimentos durante a vacinação da população é um case nacional que todas as cidades estão aderindo. Cuiabá foi pioneira no Centro-Oeste e outras cidades do interior seguiram a capital porque acreditamos na solidariedade da população que também tem a sua parcela de responsabilidade com as pessoas menos favorecida”, frisou a primeira-dama.

A campanha, lançada em abril,  já arrecadou mais de dez toneladas de alimentos distribuídos, via secretaria, para 52 instituições sociais, comunidades carentes e grupos organizados. Podem ser doados alimentos não perecíveis, dentro do prazo de validade para garantir o período de entrega às famílias para bom uso dos produtos. Alimentos como arroz, feijão, óleo, macarrão, farinha, leite em pó, café, entre outros, são os mais essenciais.

Segundo a primeira-dama Márcia Pinheiro, essas ações de caráter assistencial são necessárias em virtude do agravamento da situação social do país em virtude da pandemia, entretanto ela não é o principal ponto de atuação do núcleo social da Prefeitura de Cuiabá.

“Nós precisamos analisar que a pandemia agravou a questão econômica no país, além do desemprego e falta de renda para população mais carente. Nesse panorama são necessárias ações assistenciais como a entrega de alimentos aos menos favorecidos. Entretanto, o nosso objetivo principal é dar condições para essas pessoas comprarem seus próprios alimentos e serem menos dependentes do poder público”, explicou.

Entre as ações sociais de destaque, nesse sentido, está o programa Qualifica Cuiabá que já certificou mais de 5 mil pessoas, sendo 3,5 mil mulheres, para o mercado de trabalho e para o empreendedorismo. A meta da atual administração é capacitar 10 mil pessoas até o último ano de gestão em 2024.

Deixe uma resposta