Home Cidade e Cotidiano Representantes de religiões de matrizes africanas reúnem-se com secretário adjunto de Saúde para discutir sobre as necessidades de sua população

Representantes de religiões de matrizes africanas reúnem-se com secretário adjunto de Saúde para discutir sobre as necessidades de sua população

Representantes de religiões de matrizes africanas reúnem-se com secretário adjunto de Saúde para discutir sobre as necessidades de sua população
0
0

A reunião contou também com uma representante do Ministério Público

ROBERTA PENHA

O secretário adjunto de Atenção Básica, Edemir Xavier reuniu-se na tarde de sexta-feira (10) com representantes de religiões de matrizes africanas para ouvi-los sobre suas necessidades em relação à assistência em saúde básica para este público, que encontra-se em uma posição vulnerável devido a questões como intolerância religiosa e desconhecimento de grande parte da população em relação à cultura deste povo. O encontro foi idealizado e organizado pela Responsável Técnica do Programa Municipal de Saúde da População Negra, Nara Nascimento, que está à frente da elaboração da Política Municipal de Saúde da População Negra.

“Essa reunião com os representantes de religiões de matrizes africanas teve o objetivo de fazer um primeiro contato para levantar as necessidades dessa população em termos de saúde pública. É o primeiro passo para uma aproximação maior da Secretaria Municipal de Saúde, em especial da Atenção Básica, com os povos de terreiro. Chamamos estas pessoas para ouvi-los para depois montarmos uma proposta de trabalho. Além disso, estamos elaborando a Política Municipal de Saúde da População Negra e é muito importante que os povos tradicionais de matrizes africanas também participem deste processo”, explicou Nara.

A reunião também contou com a presença da oficial de gabinete da 25ª Promotoria, Luciana Hernandes, que revelou que o Ministério Público já vinha há alguns meses dialogando com a RT da População Negra da Secretaria de Saúde sobre a necessidade de mapeamentos dos povos de terreiro no município de Cuiabá. “Fizemos alguns encontros e a Nara me convidou para participar desta reunião para acompanhar um foco específico dentro deste recorte da saúde da população negra em Cuiabá. Já havíamos estabelecido alguns diálogos no sentido da importância de fazer esse levantamento para que possa ser direcionada a política pública de acordo com o número correto de pessoas que se enquadram dentro dessas classificações”, comentou a oficial.

Para Nilce Santana, presidente da Associação dos Umbandistas do Estado de Mato Grosso, essa reunião foi um marco para a população que ela representa. “É uma oportunidade ímpar para nós representantes de religiões de matrizes africanas, porque nunca havíamos sido procurados pela Secretaria de Saúde para fazer esse trabalho. É muito importante para todos nós porque precisamos ser reconhecidos. Apesar de não parecer, somos muitos. Só em Cuiabá e Várzea Grande temos mais de 480 terreiros. Temos trabalhos sociais e triagem de pessoas que realmente precisam da atenção do poder público, principalmente na área da saúde”, comemorou.

Xavier comentou que essa foi apenas a primeira reunião e que em breve novos encontros serão marcados para dar andamento aos trabalhos. “A preocupação da gestão municipal é implantar políticas públicas para a população negra, para os povos de terreiro, pois já é uma política preconizada pelo Ministério da Saúde. Nós vamos implementá-las e fazer chegar de fato a esse público, que precisa ser atendido na rede de forma equitativa, que é um dos princípios do SUS. A reunião foi muito proveitosa, viemos neste primeiro momento ouvir sobre as dificuldades que eles têm, e diante do que foi apresentado nós vamos preparar nossos colaboradores de nossas unidades para atenderem esse público de forma humanizada, como preconiza nosso prefeito Emanuel Pinheiro”, concluiu Xavier.

Participaram da reunião, além do secretário adjunto de Atenção Básica, Edemir Xavier e da RT do Programa Municipal de Saúde da População Negra, Nara Nascimento, o representante da Federação Nacional de Umbanda, Candomblé e Culto Ifá, do Conselho Nacional de Umbanda e do Instituto Carta Magna de Umbanda, Aecio Paniagua Montesuma de Carvalho, o representante do Templo de Umbanda São Benedito das Folhas, Roberto Botelho Guimarães, o representante da Federação de Umbanda, Candomblé e Culto Ifá de Mato Grosso e presidente do Instituto Estadual Semente do Bem e do Egbe Isese Lagba Ifá Ire Omi Layo, Edson Mauro Maia da Veiga, o vice-presidente do Conselho Municipal de Igualdade Racial de Mato Grosso, Pedro Reis de Oliveira, a presidente da Associação dos Umbandistas do Estado de Mato Grosso, Nilce Santana e a oficial de gabinete da 25ª Promotoria, Luciana Hernandes.

Deixe uma resposta