Home Cidade e Cotidiano Vice-prefeito Niuan Ribeiro e cooperativa de crédito dialogam sobre investimentos na Capital

Vice-prefeito Niuan Ribeiro e cooperativa de crédito dialogam sobre investimentos na Capital

0
0

Criar condições viáveis de crescimento e desenvolvimento sócio econômico na Capital faz parte dos fundamentos da Prefeitura de Cuiabá.

RAFA GOMES

Criar condições viáveis de crescimento e desenvolvimento sócio econômico na Capital faz parte dos fundamentos da Prefeitura de Cuiabá. E nesta segunda-feira (15), o vice-prefeito Niuan Ribeiro recebeu o corpo diretor da cooperativa de crédito Cresol, que esteve na cidade para conhecer sua estrutura e projetar possíveis futuras iniciativas que promovam a expansão do município, bem como de todo o estado de Mato Grosso. O encontro foi marcado por uma reflexão sobre a importância de incentivos para pequenos e médio produtores, bem como para microempreendedores. A reunião ainda contou com a participação da secretária de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Débora Marques Villar, de sua equipe técnica e do secretário-adjunto de Meio Ambiente, Danilo Zanetti.

“Ficamos muito contentes por saber que a Cresol está interessada em investir na nossa Capital, que possui um potencial tão latente. Estamos em uma região que apresenta uma grande oferta, dentro de um estado atraente e absolutamente consolidado pela força do agronegócio. E saber que a instituição tem a intenção de contribuir para Cuiabá é uma alegria para qualquer gestor público. Nossa cidade e a Baixada Cuiabana sofrem com uma certa deficiência na produção agrícola e quando se trata dos pequenos e médios produtores, percebemos o quanto eles perecem com a dificuldade de acesso ao crédito – o que impossibilita o desenvolvimento de suas atividades. E isso é notável quando observamos o setor atacadista. A maioria dos produtos comercializados aqui vêm de fora de Mato Grosso, o que reitera ainda mais o quanto é preciso fomentar esses profissionais que atuam no campo, usando os poucos recursos que possuem para produzir alimentos de qualidade. É essencial que haja um olhar diferenciado para esse nicho, que precisa de auxílio”, afirmou Niuan Ribeiro.

Para os diretores da Cresol, buscar soluções para o empreendedorismo, seja dentro ou fora do campo, é fundamental para garantir o crescimento da economia. Com uma premissa alicerçada em promover a inclusão financeira e o desenvolvimento das pessoas, a instituição atua no mercado há 25 anos, abrangendo atualmente 200 mil cooperados em 17 estados onde está instalada, conforme pontuou Alzimiro Thomé, presidente da cooperativa. E segundo o seu diretor de Comunicação e Relacionamento, Luiz Ademar Panzer, a entidade pretende realizar um futuro mapeamento da região – com a ajuda da Prefeitura, a fim de diagnosticar e estrategizar propostas que possam sanar as dificuldades atuais que microempreendedores e pequenos e médios produtores possam ter.

“Com a boa recepção que obtivemos aqui, pretendemos voltar outras vezes para realizar um trabalho efetivamente técnico, com levantamentos de dados e mapeamento informacional sobre o quadro existente em Cuiabá. Somos atuantes em diversas áreas do país e sabemos do enorme potencial que a Capital possui e estamos animados com a possibilidade dos investimento que podem ser feitos. A Cresol possui uma trajetória sólida, com 240 agências espalhadas pelo Brasil e queremos impactar o município com o nosso leque de serviços, oferecendo condições para que as pessoas possam desenvolver suas atividades melhor, com o auxílio de uma carta de crédito”, revelou Panzer.

E para a secretária de Agricultura, Débora Marques Villar, propiciar um ambiente de desenvolvimento profissional para os cuiabanos vai trazer soluções a longo prazo, uma vez que aprimora a qualidade de vida da população, dando a ela condições de sustento, afetando – naturalmente – o giro econômico local. “Essa questão de linhas de crédito é uma dificuldade genuína, que tem afetado agricultores e microempresários. Percebemos o espírito empreendedor da nossa população, com muitos ansiosos por ter seu próprio negócio. Mas os entraves em conseguir recursos para tal acabam se tornando barreiras que impedem o crescimento sócio econômico do contribuinte. E iniciativas que possam mudar essa realidade são muito bem-vindas e estamos animados com as possibilidades”, concluiu a gestora.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *