Home Esportes Brasil já soma 17 medalhas no Mundial de Atletismo Paralímpico

Brasil já soma 17 medalhas no Mundial de Atletismo Paralímpico

0
0

Brasileiros ocupam sétima posição no quadro geral da competição; medalhas da última sexta (21) foram conquistadas nos 100 m e no salto em distância.

O Brasil conquistou, nessa sexta-feira (21), duas medalhas, uma de prata, nos 100 m, e uma de bronze, no salto em distância, nas disputas do Mundial de Atletismo Paralímpico Londres 2017. Foi o oitavo dia de competição.

A seleção brasileira já acumula 17 medalhas, seis ouros, seis pratas e cinco bronzes. É a sétima colocação no quadro geral da competição.

Siga o Portal LeNews no Facebook

A primeira conquista desta sexta veio do acreano Edson Pinheiro, que faturou a medalha de bronze na prova dos 100 m classe T38 (paralisados cerebrais), ao cruzar a linha de chegada com o tempo de 11s30. Mateus Evangelista levou a medalha no salto em distância. O rondoniense fez a marca de 6m10 e conquistou a prata, sendo o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas na competição.

Esta é a oitava edição do Mundial de Atletismo Paralímpico. Cerca de 1,3 mil atletas de 100 países entram nas disputas por medalhas, todas no Estádio Olímpico de Londres.

Na tarde deste sábado (22), os brasileiros seguem na busca por medalhas. Serão disputados lançamento de disco, 200 m T47 e 100 m T36.

Veja o quadro de medalhas para o Brasil até o momento

Ouro
Alessandro Silva – lançamento de disco F11 (cegos totais)
André Rocha – lançamento de disco F52 (paralisados de membros inferiores)
Daniel Martins – 400 m classe T20 (deficiência intelectual)
Petrúcio Ferreira – 100 m T47 (amputados de braço)
Thiago Paulino – arremesso de peso F57 (amputados de uma das pernas)
Mateus Evangelista – 100 m T37 (paralisados cerebrais)

Prata
Izabela Campos – lançamento de dardo F11 (cegos totais)
Jonas Licurgo – lançamento de dardo classe F55 (paralisados de membros inferiores)
Mateus Evangelista – 200 m T37 (paralisados cerebrais)
Rodrigo Parreira – salto em distância T36 (paralisados cerebrais)
Yohansson Nascimento – 100 m T47 (amputados de braço)
Mateus Evangelista – salto em distância T37

Bronze
Izabela Campos – lançamento de disco F11 (cegos totais)
Fábio Bordignon – 200 m T35 (paralisados cerebrais)
Ricardo Costa – salto em distância T11 (cegos totais)
Rodrigo Parreira – 200 m T36 (paralisados cerebrais)
Edson Pinheiro – 100 m T38 (paralisados cerebrais)

Com informações da Caixa Econômica Federal

 

 

 

Deixe uma resposta