Home Educação Seduc inicia diálogo para construção de CIEC em Chapada dos Guimarães

Seduc inicia diálogo para construção de CIEC em Chapada dos Guimarães

0
0
Projeto das Escolas Plenas, com ensino médio em tempo integral, foi apresentado ao município nesta quinta-feira
por Camila Cecílio | Seduc-MT

Os estudantes da cidade turística de Chapada dos Guimarães (64 km de Cuiabá) poderão ser contemplados com uma escola estadual modelo CIEC (Centro Integrado Escola Comunidade) nos próximos meses. Isso porque a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) iniciou nesta quinta-feira (22.06) o diálogo com a prefeitura local e com a comunidade escolar sobre a possibilidade da construção da nova unidade em uma área disponibilizada pela gestão municipal.

O secretário de Educação, Marco Marrafon, fez uma apresentação sobre os CIEC e as Escolas Plenas para profissionais da educação, alunos, pais e autoridades políticas na Escola Estadual Cel. Rafael de Siqueira, que poderá passar a atender em tempo integral.

Siga o Portal LeNews no Facebook

Em sua fala, Marrafon destacou que a escola é uma comunidade viva e integrada e que, por isso, a ideia é discutir amplamente a proposta com toda a população. “Vamos construir juntos com a comunidade o processo de implantação de uma Escola Plena, dimensionamento da rede, além de integração, inclusão e desenvolvimento”, reforçou.

Atualmente, Mato Grosso conta com 14 Escolas Plenas com Ensino Médio em tempo integral e orçamento para a construção de 15 CIEC. A ideia é que a EE Cel. Rafael de Siqueira seja contemplada com ambos os projetos. “As Plenas não são apenas escolas de período integral, mas também uma mudança de pensamento, de formato metodológico de ensino. Hoje trouxemos uma ideia que é um livro aberto para que possamos escrever os próximos passos em conjunto”, acrescentou.

O diretor da unidade escolar, Rosan Chaves, elogiou a proposta da Seduc e reforçou a importância da escola para a comunidade de Chapada dos Guimarães. “Como cidadão, me sinto privilegiado por essa iniciativa, pois trata-se de um projeto lindo. Como gestor, tenho que pensar também que temos esse espaço para gerir, uma vez que a escola vem promovendo uma forma diferenciada de ensino”, observou.

A EE Cel. Rafael de Siqueira foi construída na década de 1970 e conta com mais de 800 alunos matriculados no Ensino Médio, na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e ensino técnico profissionalizante.

Após a apresentação de Marrafon, a prefeita de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira, levou o secretário para conhecer o terreno de 23 mil metros quadrados, localizado no bairro Santa Cruz, à beira do Parque Municipal da Quineira. “Nós já disponibilizamos esta área, que é pública, e agora vamos dar continuidade à discussão com a participação de todos. Uma audiência pública deverá ser marcada em breve pela Câmara dos Vereadores para debatermos junto com a população essa grande iniciativa do Governo do Estado”, avaliou.

O secretário adjunto de esportes e lazer, Leonardo de Oliveira, também participou do evento.

CIEC

O CIEC foi pensado para tornar o ambiente escolar mais saudável e convidativo à busca pelo conhecimento. São unidades escolares desenvolvidas com o conceito de sustentabilidade e aproveitamento total das áreas e espaços comuns, de forma a facilitar, otimizar e reforçar a utilização dos ambientes escolares pela comunidade, promovendo a integração e criando a sensação de pertencimento.

As unidades desse modelo contarão com 18 salas de aula, com capacidade para atender até 540 estudantes por turno; infraestrutura inteligente, que privilegiará a economia de água e energia, por meio de sistemas de reutilização de águas pluviais, placas solares e iluminação de LED.

Além disso, a escola possuirá salas com o pé direito alto e sistema de climatização, laboratórios de informática, biblioteca, quadra poliesportiva e internet wi-fi, entre outros benefícios. Este modelo foi pensado para reestruturar o ambiente escolar, gerando impactos positivos na qualidade da aprendizagem.

O conceito de escola CIEC deve fomentar o convívio social, espaços de convivência multifuncionais e lúdicos, inovações no layout e no mobiliário, espaços que estimulam e potencializem a qualidade do ensino, refeitórios integrados, biblioteca interativa, integração dos espaços internos e externos, ambiente escolar motivados e agradáveis.

A finalidade é criar um ambiente educativo integrado, que fomente o convívio social em regiões de vulnerabilidade onde os alunos e a comunidade escolar da região possam desfrutar de todos os espaços e ambientes escolares, integrando a sociedade, criando a sensação de pertencimento e valorização das partes interessadas de forma a desenvolver a região e as pessoas nela residentes, gerando impactos na qualidade de vida da sociedade e na qualidade do ensino-aprendizado dos alunos.

Deixe uma resposta