Mais de 1,4 mil renas são exterminadas na Noruega

0
0

Conhecida em inglês pela sigla CWD, a doença é parecida com Mal da Vaca Louca, ataca o sistema nervoso central e traz risco de morte

O governo norueguês autorizou o abate de mais de 1.400 renas selvagens no país. Como já havia ocorrido na América do Norte e na Coreia do Sul, foi detectada uma doença cerebral contagiosa em 17 animais na Noruega, conforme relata a agência de notícias Deutsche Welle. Os animais vinham sendo abatidos desde novembro, segundo confirmou o Ministério do Meio de Ambiente da Noruega através de nota divulgada na última terça-feira (27).

Cerca de 38 mil animais foram examinados, através de testes que detectaram a perigosa Doença da Debilidade Crônica em pelo menos quase 20 renas que acabaram sendo abatidas no país.

Conhecida em inglês pela sigla CWD, a doença é parecida com Mal da Vaca Louca e a Scrapie, por atacar o sistema nervoso central e trazer o risco de morte, razão pela qual todo o rebanho onde os animais doentes estavam foi abatido.

Ainda não se sabe como as renas selvagens contraíram a doença degenerativa, cujo agente patogênico é supostamente transmitido através de fezes e das carcaças dos animais doentes. A doença não tem cura e os animais infectados acabam morrendo. Por isso, a carne de cervídeos que vivem em regiões afetadas deve passar por exames antes de ser consumida.

Até o momento, a Noruega foi o único país europeu que registrou a doença. O primeiro caso teria sido descoberto em 2016, em um animal que viva no centro do país. A partir dali, caçadores foram chamados a enviar as cabeças de alces e renas mortos para análises em um instituto veterinário.

Há planos de reintroduzir renas selvagens saudáveis na região onde o rebanho foi exterminado, conforme anunciou o governo. Com informações do Notícias ao Minuto

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *