‘O milagre de Durango’: como 103 pessoas sobreviveram a acidente de avião no México

0
0

“Sabia que, apesar das chamas, eu tinha de pular.” A colombiana Jacqueline Flores se lembra assim dos momentos seguintes à queda do voo AM2431, da Aeroméxico, que a levaria na última terça-feira de Victoria de Durango à capital mexicana.

“A aeronave se partiu e o fogo avançava rapidamente. As pessoas estavam em pânico”, relatou ela à BBC News Mundo.

Segundo o governador do Estado de Durango, José Rosas, logo após decolar do aeroporto internacional local, a 900 km da Cidade do México, a aeronave foi “afetada repentinamente por uma rajada de vento que a fez descer bruscamente e tocar o solo com a asa esquerda, o que fez seus dois motores se soltarem”.

O avião Embraer E190 “se projetou para fora da pista” e se arrastou por cerca de 300 metros em terreno irregular e coberto por mato, segundo as informações oficiais divulgadas em uma coletiva de imprensa.

A aeronave ficou muito danificada e, como contou Jacqueline Flores, foi tomada por chamas e fumaça. Ainda assim, muitos dos passageiros conseguiram sair caminhando, antes da chegada das equipes de emergência.

Avião caído próximo a pista no México
Direito de imagem GETTY IMAGES Image caption As causas do acidente ainda estão sendo investigadas

 

 

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *