Home Política Aloysio Nunes é o novo ministro de Relações Exteriores

Aloysio Nunes é o novo ministro de Relações Exteriores

0
0

O senador tucano assume o posto de José Serra, que pediu demissão na semana passada por problemas de saúde.

Brasília – O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) acaba de ser confirmado como o novo ministro das Relações Exteriores.  Ele substitui o também tucano José Serra, que pediu demissão do cargo na última quarta-feira por problemas de saúde.

Em seu primeiro mandato como senador, Aloysio Nunes (PSDB-SP) é formado em Direito na Universidade de São Paulo. O tucano cursou Ciências Sociais na mesma faculdade. Durante seu exílio na França entre 1968 e 1979, o pessimista fez bacharelado em Economia Política e mestrado em Ciência Política pela Universidade de Paris. Por lá, o novo ministro das Relações Exteriores lecionou língua portuguesa.

Ao voltar para o Brasil, Aloysio foi deputado estadual pelo PMDB entre 1983 e 1991. Na legenda, foi deputado federal sente 1995 e 1999. Em 1999, ele migrou para o PSDB e teve dois mandatos como deputado federal, entre 1999 e 2007.

Entre 1999 e 2001, o tucano foi Ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República. Depois disso, ele assumiu o Ministério da Justiça até 2002, durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Siga o Portal LeNews no Facebook

Depois de ocupar os cargos de secretário de Governo da Prefeitura de São Paulo, em 2005 e 2006, e de Secretário Chefe da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo, entre 2007 e 2010, Aloysio foi eleito senador com mais de 11 milhões de votos em São Paulo. Em 2014, concorreu ao cargo de vice-presidente da República na chapa encabeçada por Aécio Neves (PSDB).

Líder do PSDB no Senado, o tucano assumiu a presidência da Comissão de Relações Exteriores em 2015. A experiência foi determinante para que Temer o escolhesse para o lugar de Serra. Para assumir o Ministério de Relações Exteriores, Aloysio deixa a liderança do governo no Senado.

A linha do tempo das baixas nos ministérios de Temer

1. Romero Jucá – em 23/05/16

(Adriano Machado/Reuters)

CARGO: ministro do Planejamento MOTIVO: Em conversa gravada – de forma oculta – pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, Jucá sugere um pacto para barrar o avanço da operação Lava Jato. “Eu acho que a gente precisa articular uma ação política”, afirmou. “Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria”.

2. Fabiano Silveira – em 30/05/16

(Conselho Nacional do Ministério Público)

CARGO: ministro da Transparência, Fiscalização e Controle

MOTIVO: Em uma conversa também gravada pelo ex-presidente da Transpetro, Silveira faz críticas à operação Lava Jato e orienta Renan Calheiros, presidente da Câmara e seu padrinho político, e Machado sobre como eles deveriam se comportar em relação à Procuradoria-Geral da República.

Fonte: EXAME 

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *