Home Política Deputado faz indicação para campanha de vacinação contra febre amarela

Deputado faz indicação para campanha de vacinação contra febre amarela

0
0

Conforme Mauro Savi, o Ministério da Saúde recomenda a vacinação contra a febre amarela em 137 municípios de Mato Grosso.

O deputado estadual Mauro Savi (PSB)  apresentou indicação ao governo do estado para  que haja uma campanha de vacinação contra a febre amarela em toda a rede pública de saúde de Mato Grosso. No documento, o parlamentar sugere ao Executivo, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), que se realize uma campanha estratégica e pontual de vacinação para imunização do vírus.

Desde o início do surto da doença, o Ministério da Saúde recebeu 1.006 notificações em todo país. Do total, 180 casos de febre amarela foram confirmados com 65 óbitos.

Siga o Portal LeNews no Facebook

O parlamentar lembra que suspeitas de casos já foram registrados em estados vizinhos a Mato Grosso, a exemplo Mato Grosso do Sul e Goiás. “Cremos que uma campanha pontual fará a diferença neste momento, onde a tendência é ocorrer um aumento no número de casos no país.  O Ministério da Saúde recomenda a vacinação contra a febre amarela em 137 municípios de Mato Grosso”, justificou o deputado.

O Ministério da Saúde emitiu o alerta de que a doença apresenta mais casos no período de dezembro a maio, em regiões silvestres, rurais ou de mata. E ainda, toda pessoa que reside ou vai viajar para regiões consideradas de risco, a recomendação é se imunizar contra o vírus, lembrando que a  vacina é gratuita.

O órgão federal definiu a manutenção de duas doses da vacina contra a febre amarela no calendário nacional de vacinação do MS, sendo uma dose aos noves meses de idade, com reforço aos quatro anos. Para pessoas de 2 a 59 anos, a recomendação é de duas doses.

Sintomas – Os sintomas iniciais da doença são: febre, calafrios, dor de cabeça, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Em casos graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos), hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos. Entre 20 %a 50% dos infectados desenvolvem doença  em sua forma mais grave grave, podendo vir a óbito.

Por Marcos Lopes/Uno Imagens

Fonte: 

 

Deixe uma resposta