Home Saúde Saúde lança guia de prevenção de tuberculose para soropositivos

Saúde lança guia de prevenção de tuberculose para soropositivos

0
0

Com alto índice de mortalidade entre portadores do vírus HIV, doença tem de 20 a 30% de chances de acometer pacientes deste grupo.

Pensando neste perfil de pacientes, a Secretaria de Estado da Saúde lançou nesta terça-feira (28) um guia para prevenção e tratamento da tuberculose em pessoas vivendo com HIV. A publicação da Centro de Referência e Treinamento DST/Aids e da Divisão de Tuberculose do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) é dirigida a profissionais de saúde da rede pública do Estado. 

O objetivo é proporcionar um atendimento mais especializado e humanizado para pacientes soropositivos. A tuberculose é uma das principais causas de óbitos em pessoas com HIV e as chances de a doença se manifestar nestes pacientes é de 20 a 30% maior do que em quem não tem o vírus.

O lançamento da publicação é alusivo ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose comemorado todos os anos, no dia 24 de março. O guia traz informações sobre prevenção, tratamento, rastreamento e diagnóstico da doença e alerta para o impacto da transmissão da doença entre a comunidade de pacientes com HIV.

Siga o Portal LeNews no Facebook

Na mesma terça-feira, a Secretaria de Estado da Saúde premia os municípios, serviços de saúde e centros de vigilância epidemiológica que mais incentivaram a busca de casos no Estado. O evento acontece no Centro de Convenções Rebouças, zona Oeste da cidade de São Paulo.

A meta da Secretaria é reduzir a incidência da doença para menos de 10 casos para cada 100 mil habitantes até o ano de 2035 e para menos de um caso por um milhão de habitantes até 2050.

Em 1998, o número de casos registrados no Estado a cada 100 mil habitantes era de 49,3. Esse número caiu para 38,1 casos para cada 100 mil habitantes, em 2016, o equivalente a uma redução de 23% no número de casos verificados no Estado.

A tuberculose pode ser evitada com a vacinação precoce de crianças já após o nascimento ao máximo até os quatro anos. A vacina BCG está disponível gratuitamente nos postos de vacinação das redes do Sistema Único de Saúde (SUS), incluindo maternidades.

A doença é contagiosa e pode ser transmitida pela saliva do indivíduo infectado ao falar, espirrar ou tossir. Ela ataca principalmente os pulmões mas pode afetar outros órgãos ou sistemas. As informações são do portal do governo do Estado de São Paulo.

 

Fonte: NOTÍCIAS AO MINUTO

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *