Home Segurança Quase 90% dos veículos roubados são recuperados em Cuiabá e Várzea Grande

Quase 90% dos veículos roubados são recuperados em Cuiabá e Várzea Grande

0
0

O resultado é reflexo do trabalho das polícias e do sistema de videomonitoramento OCR

Hérica Teixeira | Sesp-MT 

Até outubro de 2017, 89% dos veículos alvos de roubo e furto em Cuiabá e Várzea Grande foram recuperados pelas forças de segurança. O resultado é reflexo das ações repressivas das polícias e do trabalho das câmeras de videomonitoramento OCR (Optical Character Recognition), uma tecnologia de leitura ótica das placas veiculares.

Os números já alcançados em menos de 10 meses de 2017 são maiores que os 12 meses do ano anterior. De janeiro a 20 de outubro dos 2.950 carros roubados ou furtados, 2.635 foram recuperados. Já em 2016, de janeiro a dezembro foram cadastrados 4.061 veículos furtados e 2.625 recuperados.

Os dados são do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). A lista dos veículos cadastrados é oriunda de queixas registradas pelo serviço de emergência, o 190 ou por meio da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERFVAA).

A Sesp já possui três pontos de câmeras OCR. Diariamente, em horários de pico, as câmeras captam 300 placas de veículos por minuto.

Nesta quarta-feira (25.10), o sistema de segurança pública ganhou mais uma ferramenta para o enfrentamento à criminalidade. Recursos oriundos de ações trabalhistas do Ministério Público do Trabalho (MPT/MT) foram destinados para aquisição de mais duas câmeras de videomonitoramento OCR, que serão instaladas em ponto estratégico na capital.

O investimento de R$ 90 mil destinado a Segurança Pública também custeou a compra de três drones e cinco computadores.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Jonildo Assis, agradeceu parceria do Ministério Público do Trabalho e disse que ferramentas vão auxiliar nos serviços prestados à sociedade.

“Os equipamentos serão empregados pelas forças de segurança em várias situações. As câmeras de videomonitoramento é fundamental para a repressão aos crimes. Já com os drones, as unidades usarão para levantamento de área em situação de risco, produção de conhecimento e planejamento de operações. É uma ferramenta moderna e vai atender os anseios do sistema de segurança pública.

O procurador Rafael Mondego Figueiredo declarou ser um entusiasta da segurança pública e argumentou que a reversão de recursos em prol da sociedade já é uma prática do Ministério Público.

“Nós não somente reprimimos ações as normas trabalhistas, como também, quando obtemos alguma condenação em valores pecuniários, fazemos esta destinação a entidades que tem ganho de relevância pública. Pretendemos fazer novos atendimentos no futuro”, revelou.

Capacitação

Profissionais das unidades das forças de segurança, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Politec. A capacitação se iniciará em novembro.

A câmera OCR já estará em operação na primeira semana do mês que vem e os computadores serão instalados imediatamente no CICC.

Deixe uma resposta